quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Pimentinha

E hoje o dia é dela.Como amo essa frase, dizer que o dia é de alguém. Pequena grande notável.
Sim, o dia é dela, da Nadja, minha querida, minha adorada, minha companheira de dores e alegrias. Quanta possessividade, rs...MAS ANTES DELA SER DE UM MONTE DE GENTE, ELA JÁ ERA MINHA.
Mas, um pouco menos possessiva agora,  ela também é de todo mundo, dos pais, da irmã, dos filhos/ do marido, dos amigos, e de mais um montão de gente que ama ela demais da conta.
Temos uma historia incrível, que não caberiam nessas linhas, mas que o coração revê a cada ano que passa.
Amo nossas semelhanças, nossas diferenças, nossos abraços e nossas PIMENTAS.

Sim, Pimentas, porque somos terríveis.
E em nossa adorável - terrível existência, chacoalhamos tudo o que sempre está a nosso redor.
Para ela não há tempo quente. ]
Lá vai ela no seu carrão, no seu pouco mais ou menos 1,60 de altura fazer o que for preciso e seja pra quem for possível. 

Pois é minha cara, é chegada a hora da mudança, mais um ano se encerra e mais um verão se inicia.
Olhar pra si mesma, amar a si mesmo e mesmo assim, com um tantinho de egoismo, porque precisamos ser egoísta as vezes, continuar a ser uma das pessoas mais importantes da MINHA VIDA.
Querida, perdoe-me pela delonga, obrigado pela partilha e MUITA ALEGRIA E AMOR NO SEU CORAÇÃO.

Hoje e sempre, MINHA PIMENTA AMADA.

Nenhum comentário: