quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

A energia do dinheiro

Sou o tipo de pessoa que se forma apartir das coisas que leio, ouço e aprendo.
Procuro sempre ler coisas interessantes e que possam enriquecer-me como ser humano para dessa forma, quando falar, passar informações interessantes.
Hoje recebi por email um texto chamado "A energia do dinheiro".
Ele é um tanto longo, mas achei interessantissima a forma como ele aborda o dinheiro em nossa vida.
No email não há credito do proprietário para o mesmo, logo, se alguém souber de quem é, é só me avisar.
Vou começar a trabalhar o pensamento com relação ao dinheiro dessa forma.


Boa Leitura:



"O dinheiro não existe na espiritualidade, é criação do homem no plano das ilusões. No entanto o dinheiro pode e deve estar em sitonia com a energia da prosperidade e abundância do universo, que é lei divina.

O dinheiro pode servir apenas as propósitos dos homens no plano da matéria, e assim servir ao poder e aos interesses pessoais. Nesta forma de uso a energia do dinheiro se esgota e não cria felicidade e alegria.

Mas a espiritualidade tira proveito de todas as criações humanas para o crescimento e transformação da humanidade, assim também o dinheiro - a falta ou abundância dele e seu uso - representa um grande aprendizado para todos nós.

E neste momento em que a humanidade muito já avançou e ingressa num nível espiritual mais elevado, podemos tirar proveito positivamente da energia do dinheiro e assim ingressar na lei do universo de abundância e prosperidade! Nossa compreensão nos dá esta oportunidade maravilhosa, e desta forma poderemos criar apenas karma positivo no uso do dinheiro que chega as nossas mãos.

Afinal dinheiro cái do céu sim! O dinheiro pode fluir em abundância em nossa vida, ou pode escoar embora, afinal ele é uma energia e funciona como tal!

E para criar abundância em nossa vida basta que tenhamos atenção a regrinhas simples:
  1. Devemos usar o dinheiro para a nossa felicidade e a de todos a nossa volta. Apenas compreenda que todas as nossas ações devem estar comprometidas com o bem estar de todos, e desta forma nunca tome atitudes que prejudiquem a alguém para lhe favorecer ou favorecer a poucos. Invista o dinheiro em estudo, conhecimento, bem estar, qualidade de vida, viagens, e tudo mais que traga alegria e saúde para você, sua família e os que estão ao seu lado.
  2. Dinheiro existe para circular. Faça circular a energia do dinheiro, crie empregos, faça com ele coisas boas, invista em progresso, conhecimento e lazer, remunere muito bem aqueles que lhe prestam serviços. Não viva em privação para acumular dinheiro, isto é uma besteira total! Dinheiro guardado não gera felicidade, e de alguma forma vai se perder. Isto não quer dizer que você deva gastar todo seu patrimônio, mas guarde planejando novos usos, guarde momentâneamente para investir adiante em sua vida.
  3. O dinheiro deve estar ligado a gratidão. A gratidão é uma das grandes forças do universo, através dela criamos cada vez mais prosperidade em nossa vida e na de todos. Ao contrário, a ingratidão, corta nossa ligação com a prosperidade, e nos faz perder tudo o que possamos ter. Então pague bem seu médico, seus empregados, os serviços que usa, o colégio em que seu filho estuda, e mesmo os remédios que precisa comprar. Não seja mesquinho, pense em quanto é bom você poder pagar bem pelo que você tem. Tenha em pensamento que o dinheiro é feito justamente para isso: pagar por tudo de bom que você tem neste momento! Agradeça e elogie também aqueles que lhe ajudam, assim o dinheiro está na energia da gratidão, e virá mais e mais para sua vida, num ciclo de prosperidade.
  4. Não deixe herança. Esta é uma outra grande bobagem. Dinheiro só tem valor para quem o conquistou, use-o da melhor maneira possível, dê o melhor estudo e formação para seus filhos, crie-os para serem independentes e nunca precisarem de herança. Quando os filhos esperam uma herança ou pensão existe uma grande chance de que eles se acomodem na vida e não se dediquem aos seus estudos e futuro. Além disso na maioria das vezes as heranças criam grandes conflitos na família, e o dinheiro rapidamente se perde sem trazer felicidade... Se você tiver uma herança a deixar, diexe-a para uma instituição séria, faça com ela caridade, ajude ao próximo! Mas antes ensine seus filhos a serem independentes, e viva com eles momentos maravilhosos em viagens, férias e encontros! Tudo bem se você puder ajudá-los a iniciar uma vida, mas faça disso apenas um trampolim para a independência deles.
  5. A próxima lei é a da caridade. Não se prive de ser caridoso, você não precisa distribuir todos os seus bens, mas seja caridoso sempre que possível das mais diversas formas: dê apoio emocional, espiritual, na forma de alimentos, provendo outras necessidades, ou na forma financeira. Faça caridade desinteressadamente, não espere elogios e mesmo gratidão, saiba que você está dando ao universo - e desta forma você será retribuído por tudo que fizer.
  6. Seja generoso, não seja mesquinho com você mesmo e com os que estão a sua volta. Mesquinhez gera mesquinhez. Se você acha que não merece coisas melhores em sua vida, você vai perder o que tem, de alguma forma o dinheiro acaba, a aposentadoria é cortada ao meio, você tem algum prejuízo sério, etc. Seja generoso para com você mesmo, se dê ao direito de ter coisas boas, de se alimentar bem, de viver bem e viajar! Pague seu plano de saúde ou seu médico particular com satisfação! Isto não quer dizer que você deva ser consumista ou esbanjador, tudo requer bom senso e equilíbrio! O amor começa com você mesmo, e generosidade gera generosidade! Gentileza gera gentileza, lembre-se sempre disso!
  7. Use o dinheiro com satisfação e prazer! É para isso que o dinheiro serve! Ao usar o dinheiro com alegria, ele vai gerar cada vez mais alegria em sua vida. Distribua esta alegria a sua volta, crie beleza, bem estar e felicidade! Assim você estará em concordância com as leis do universo de amor, alegria, beleza, prosperidade e felicidade! Afinal não é isso o que todos queremos?
  8. Livre-se das crenças negativas que você carrega a respeito do dinheiro. Estas mensagens negativas estão impressas em nossas memórias, inconscientemente, há muito tempo. Elas dizem que o dinheiro é sujo, que um rico não entra no céu, que não merecemos a riqueza, que dinheiro e espiritualidade não combinam... Largue estas bobagens e repita para você, muitas vezes se for necessário, que o dinheiro é bom e com ele você pode fazer coisas maravilhosas para você e os outros. Usufrua do dinheiro criando harmonia, felicidade e cada vez mais prosperidade! Livre-se de todas as culpas e creia que todos merecemos ser felizes, e que a chave para isso é agir em benefício de todos e de nós mesmos!"

8 comentários:

Nane Cabral disse...

Oi Cucla, ótimo texto, obrigada por compartilhar! Queria pedir desculpas pela minha ausência por aqui, mas ando numa correria danada... mas sempre que posso, dou uma conferida nos blogs amigos. Beijinhos, Nane www.vovoquensinou.blogspot.com

Brechique da Dodoca disse...

Minha querida,
Vc achou-o longo, e é, só que nem sentimos pois é tão interessante! Adorei!
Claro que há coisas ali que já sabemos, pensamos e agimos, mas há outras que estão entranhadas mesmo! Às vezes me pego reclamando do que tive que gastar com um remédio ou alimento, que tá um absurdo! Então, mudarei o foco: graças que posso comprar meu remedinho, né não?
Bjsssss, quérida, Deus a abençoa!

✿ chica disse...

Lindo texto e ele deve ser usado a nosso favor não contra...beijos,chica

Clau disse...

Oi Cucla :)
Gostei muito de ler sobre 'a energia do dinheiro',((principalmente dos ítens 4,5 e 6).
Nunca tinha lido sobre esse assunto.
Bjs!

Bombom disse...

Muito interessante esse texto! Nunca tinha lido nada tão completo acerca do tema do dinheiro. No entanto já tinha lido que devemos pedir ao Anjo da Guarda para nos ajudar a obter bens materiais (ganhar a lotaria, por exemplo), e a explicação estava na linha do acabámos de ler. Muito obrigada por teres trazido um assunto tão actual! O importante é mantermos sempre o bom senso e o equilíbrio, como diz o texto!
Bjs. Bombom

Beth/Lilás disse...

Cucla,
Adorei o texto e penso que nós, brasileiros, temos sim esta coisa de tabu, preconceito com o dinheiro ou a forma como dizemos a respeito dele.
Nos EUA por exemplo, eles dizem, 'fizemos tanto este mês', enquanto aqui dizemos 'ganhamos tanto este mês'.
A ligação deles com o dinheiro é bem mais aberta e sem preconceitos, principalmente porque veem de uma forma bonita e baseada no esforço de cada um, por isso este 'fizemos'.
Já aqui dizemos 'ganhamos' como se não tivessemos feito esforço para tanto. Começa aí a desvalorização do mesmo em nossas vidas.
Muito legal o texto e tema, adorei!
beijos cariocas

Bel Rech disse...

Olá querida Cucla...Adorei sua visitinha no meu blog vim dar uma espiada por aqui e me deparei com esse lindo texto sobre o dinheiro.Realmente concordo com ele, pois o dinheiro ajuda nas coisas materiais e ajuda para os que precisam,desde que não utilizamos para sermos mesquinhos e egoistas.Guardar para um emprevisto sim, mas deixar de dar um conforto para a família não.Herança para os filhos não.Nossa hereança serão os valores, educar e eles tem que correr atrás do que eles querem.
Paz e bem

maria/andrea disse...

Oi Cucla!!

Gostei do texto, acho que já li noutra ocasião. Também não sei de quem é.
Dinheiro é algo complexo e tenho uma opinião formada sobre ele:
Vc conhece as pessoas pela quantidade de dinheiro que elas tem.
Infelizmente, conheço gente que usa de forma errada. Acham que compra a tal felicidade, amizades e afins e não é bem por aí.
Vejo muito mais discórdia que união por causa dele e também acho que é bom repensar a nossa relação com ele, rsrs.
Uma coisa eu já faço (e faço bem, hehe): não economizo quando é pro bem estar dos meus.

Gostou que chamei minha filhota de Cuclinha? rsrs, sabe, a primeira vez que li no blog da Gostosura o significado da palavra Cucla, gostei tanto, tanto, que no mesmo dia chamei a Aninha assim e expliquei pra ela o que significava. Ela achou bacana e desde então, vez ou outra, a chamo assim. Muitas vezes ao acordá-la, chego perto e digo baixinho: Levanta minha Cuclinha, tá na hora, rsrs. Achei uma forma carinhosa de lembrar da sua mãe.
E fico contente em saber que vc gostou.

Beijos!!