sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

E os nossos amigos....Onde andarão os seus....

Sei que não tenho estado tão presente quando deveria, nem eu meu diário de anos não tenho praticado o hábito da escrita que tanto me agrada.




Mas farei o possível e voltarei com mais freqüência por aqui.



Passo por aqui para registrar o quanto é feliz esse meu momento de vida.



Não sou de amigos de longas datas, apesar de alguns terem se mantidos fiéis há muitos anos, sou aquele tipo de amiga de intensidade, coragem e capacidade e confusão.



E por essas andanças em minha tão jovem vida, encontrei alguns comuns. Comuns em ações, atitudes, emoções e objetivos.



Não sabia que essa historia duraria tanto tempo. Já houve várias oportunidades de se findar.



Com alguns as feridas demoraram em cicatrizar, com outros elas nunca existiram, com outros, a simplesmente mudança de rotina nos tirou a convivência, mas felizmente, temos os nossos momentos, nossas lembranças e nossas cumplicidades. Pode não ser tão freqüente, mas a afinidade ainda existe.



Há poucos dias, mais precisamente dia 05/02/2010, um casal de amigos dessa leva se uniu em matrimonio.



Passei a semana que antecedeu a data muito ansiosa e animada, nossa caminhada já é longa e as muitas historias que colecionamos teceram nossa colcha de retalhos.



No dia em questão passou um grande filme em minha mente, encontraria alguns de meus queridos mais lindos que nunca, e realmente fui surpreendida, conseguimos estar mais lindos que na formatura.



Fiquei com as mãos suadas, com o coração aos pulos. A cada minutinho um rosto daquele ressurgia no meu filme. O Garoto do Canto, querido Owro, a minha querida Mulher Maravilha, Elo, nossa Miss eterna, o Super e eterno estranho Caioso, a eterna lamentadora da Nathis, ela ainda não encontrou a linda que nós já encontramos faz muito tempo, entre tantos outros.



Que sensação boa, esse flash de responsabilidade com as irresponsabilidades nem tão irresponsável dos tempos de faculdade.



Alguns de nós se tornaram pessoas da alta sociedade, alguns de nós se tornaram executivos importantes em empresas de renome, de uma forma ou de outra, acabamos dando sorte e certo na vida.



Até eu me casei, e olha que não demorou muito hein.



Que grande prazer participar desse momento, que bom termos a capacidade de recordar, de reviver.

Divertimo-nos como nos tempos antigos, tive a sensação que a roupagem dos sete anos que se passaram nos vestira novamente. Descemos dos saltos, rasgamos as fantasias e nos tornamos adolescentes novamente.



Temos muitas recordações, fizemos muitas coisas juntos, bebemos horrores nas pistas de caminhada da vida, fomos a muitos bares juntos, brigamos, fizemos trabalhos universitários proibidos para menores, rs, esses realmente foram os melhores.



Cuidamo-nos, nos chacoalhamos, nos resgatamos, nos protegemos e hoje um simples abraço, vale mais do que mil palavras, serve única e exclusivamente para dizer:



- Como é grande o meu amor por vocês.

Meus amigos sei que andam por aqui, e os seus?!

4 comentários:

welze disse...

filha, que lindo. me juntei à sua emoção e me senti feliz com a sua felicidade. adoro seus amigos, também, por lhe fazerem tão feliz

Glorinha disse...

Oi Cuclinha da minha amigona Welze! que sumidinha vc estava...e como é bom ter amigos...os meus estão pelaí...uns longe...outros mais perto, são poucos, mas bons!
Beijos linda!

welze disse...

sei que talvez vc nem leia esse comentário, mas não quis passar em branco. Agradeço demais da conta a felicidade que me proporcionou com o presente do dia da mães. É claro que não precisava mas adorei.

Sabrina disse...

Amizade boa é aquela que sempre se sente falta e não esquece de te perguntar: "Quando vai aparecer por aqui?".....hehe....
Não importa aonde esteja, nem o tempo que irá demorar para manter contato novamente. Basta uma conversa e parece que você viu aquela pessoa ontem mesmo!
E muito bom se sentir querida!
Bjs e Sucesso!