quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Pessoas

Pessoas no mais amplo sentido da palavra é todo o ser facultado de pensamentos, livre arbítrio e autonomia para suas decisões.


Mas, o que dizer com relação ao que se é como Pessoa.

Há Pessoas de todas as formas (silhuetas mesmo) e composições (caráter, índole e afins). Existem Pessoas fáceis, Pessoas difíceis.

Creio piamente que o maior desafio do ser humano como um todo é como lidar com Pessoas.

Existem milhões de Pessoas que dedicam uma vida, ou até mais que isso no desbravar desse ser tão complexo.

Vivo atualmente um momento muito delicado com relação a esse assunto.

Sob minha concepção, hoje as Pessoas não são nem em um centímetro de si completamente o que sentem de verdade, seja com relação à vida pessoal, profissional, social ou amorosa.

As Pessoas, na minha opinão e quero deixar isso muito claro, se tornam dia a dia cada vez mais falsas, inescrupulosas.

Falsas pelo sentido de não serem completas, precisarem dissimular para agradar, ou até mesmo para que possam permanecer onde estão, sejam empregadas, casadas, ou integrantes daquele circulo de Pessoas comuns.

As Pessoas estão perdendo sua autenticidade,outrora queriam tanto a liberdade de expressão e o poder de se manifestar, mas infelizmente, são poucos os que mantém o "seu na reta", quando as coisas não saem de uma ou de outra maneira.

As Pessoas não mais assumem seus atos, um não sei quem fez profissional, uma mentirinha pro marido, um sorrisinho falso para aquele amigo.

Que pena, as Pessoas estão perdendo a grande oportunidade de se comunicar, expor suas idéias, pensamentos, sugestões. Tomar essa atitude não é ofender, é simplesmente se expor. Mas o tempo bom anda tão escasso que ninguém mais quer correr o risco. O risco de assumir um erro e ter que ouvir uma bronca, o risco de ter esquecido uma data e ver o parceiro chateado, o risco de simplesmente dizer que naquele momento preferia outra comida ou bebida.

As Pessoas, mais uma vez, no meu ponto de vista, estão perdendo muito tempo tentando agradar, tentando inibir possíveis confrontos, e se deixando dessa forma, cada vez mais de aprender a sair de "uma saia justa".

Saia Justa são boas aliadas para poder tirar de letra uma próxima dificuldade, pois invariavelmente haverá um momento que esses artifícios não surtirão mais efeito.

Minha sugestão: saiam da toca, se mostrem, opinem, não precisa virar briga, muito menos ofender. Basta que retomemos um pouquinho de humildade. Pois o ego é capaz de nos sufocar. E com certeza, jamais permitirei que isso aconteça comigo.

Gostem ou não do que digo, o direi sempre.

Aprendi dessa maneira com Pessoas muito especiais, elas são mais leves, mais felizes, e com toda certeza do mundo não precisam ficar pensando se estão pisando em falso ou não.

Se com elas deu certo, porque comigo ou com você há de não dar.

Ser autentico é mais fácil do que sustentar qualquer aparência. Não há fantasia, máscara ou salto que se agüente por muito tempo.

Uma hora a fantasia rasga, uma hora a máscara cai e outra hora qualquer os pés começam a doer.

2 comentários:

welze disse...

A D O R E I , tudo que você expôs. Espero que o desabafo tenha tomado rumo certo, pois é claro que uma declaração tão forte assim, não foi em vão. Tomara que pessoas endereçadas, tenham se colocado no devido lugar e aceito o puxão de orelha. Te amo. tenho orgulho de você toda hora, todo tempo.PARABÉNS PELAS NOVAS SEGUIDORAS.

Café com Bolo disse...

Só podia ser filha de quem é...MARAVILHOSO TEXTO!
Eu penso exatamente assim ,mas pra te dizer a verdade, só me dou mal sendo assim...já perdi tantos amigos que tb já perdi a conta...dói muito ser verdadeiro, é sofrido e no fim vc vê que está sozinha na multidão...
Mas, se esse é o preço que tenho que pagar por ser verdadeira, Ok, estou disposta a pagar...afinal, a vida é uma só, não vou disperdiçá-la sendo o que não sou.
Beijos querida, adorei!