sexta-feira, 3 de julho de 2009

Toda parceria exige equilibrio


A frase do cabeçalho é uma das frases que minha mãe mais gosta, e eu como uma boa discípula ando na sua barra.
Tenho um grupo maravilhoso, alias, não é bem um grupo, somos três recem casadas que se juntam para fazer unha todas as quintas-feiras, enquanto os maridos vão dar uma espairecida jogando bilhar.
Sempre rola uma troca de experiências que nos faz pensar. E ontem não foi diferente.
Somos casais completamente diferentes e ontem citamos essas diferenças.
Uma delas me disse "Não consigo achar normal essa independência que Você o seu marido tem, é um tal de cerveja com as amigas, passeios sozinhos, e afins". Para finalizar, sua observação foi " Meu marido é meu ".
Tal comentário nos abriu a oportunidade de darmos palpites uma no casamento das outras.
Tive um bom argumento com relação ao nosso estilo de vida.
Tenho em minha família, espelho de um relacionamento maravilhoso, onde ambos são independentes, e essa historia de amor já beira os 40 anos. E toda experiência me faz acreditar que é a individualidade de cada um que os seduz.
Amo minha individualidade, meu espaço, sou falante, sou alta e fico maior ainda porque uso meu corpo como extensão de minha voz. Converso com panelas, com a Mel ( minha labradora), canto, danço.
Meu marido, é pacato, silencioso, adora ficar no canto dele, e com o tempo venho percebendo que ele ama seu silencio e eu também.
Nos amamos, sua sensibilidade me completa e meu frenezi o encanta.
Mas, confesso que tal comentário me fez pensar.
Conversei com ele, e perguntei se esse modo de amar o incomoda. Fiquei mais feliz ainda, pois descobri que compactuamos plenamente desse amor que nos uniu. Descobri que nosso amor é super interessante, graças a essa independência.

Mas vou contar, que quando somos nós, e estamos a sós, ninguém segura.

3 comentários:

welze disse...

lindo lindo lindo filha, que bom saber de tudo isso. No início do meu casamento, muitos também achavam que éramos dois loucos. Não sabiam o quanto estavam errados. Voce sabe disso.

welze disse...

Tô com saudade de você no seu blog. Você escreve muito bem para se furtar de fazê-lo. Estou aguardando ansiosa.beijos

Nane Cabral disse...

Olá, cheguei ao seu blog através da Welze e achei muito legal, vc escreve de uma forma divertida, adorei! Serei visita constante por aqui viu?! Tb tenho um blog, qdo puder, me faça uma visitinha. Bjinho, Nane vovoqueensinou.blogspot.com