segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Faltam apenas 5 dias

Hoje foi dificil conciliar o sono, e creio que daqui para diante será mais dificil ainda.
Meu coração parece que está na boca do estomago, mas não estou nervosa, estou é muito ansiosa.
Estou mentalmente revendo tudo o que já fiz, já conquistei, já estraguei e vivi.
Tenho uma família maravilhosa, que durante todo esse tempo, nos altos dos meus 27 anos, esteve presente em tudo e com tudo.
Ganhei no decorrer da vida amigos maravilhosos.
Acho que nasci batalhando.
Fui desenganada pelos médicos quando pequena, tive uma doença dificil quando bebe, mas superei. Pequena ainda não podia correr muito, pq passava mal.
Tenho uma porcentagem de surdez avançada, que Graças ao Grande Deus, nunca me atrapalhou em nada.
Fiz parquinho (era como se chamava na época), mamãe me contou recentemente que só me colocou na 2ª fase pq sabia que eu não deixaria de estudar tão cedo.
Estudei o ginasio em uma escola que tinha apenas 4 salas de aula e a Diretora sabia o nome de todos os alunos, naquele tempo, não eramos identificados por números, as pessoas sabiam os nossos nomes.
Estudei bastante e fui fazer o colégio técnico mais disputado de minha cidade, foi uma experiencia maravilhosa, conheci pessoas que já se foram, outras que guardo no coração até os dias de hoje. Fiz amigos maravilhosos.
Foi também a época em que comecei a trabalhar, lembro-me que minha mãe comprou uma marmita térmica muito chique e por muitas vezes meu irmão de esperava no terminal local para me dar a "bóia" do dia.
Fiquei bastante tempo se estudar depois que me formei, alias, minha formatura foi maravilhosa, linda de morrer.
Depois de alguns anos, resolvi fazer faculdade. Para fazê-la abri mão de muita coisa, mudei radicalmente de vida, pois era jovem e já tinha uma estabilidade econômica excelente, mas infelizmente usei muito mal o dinheiro que ganhei, como meu pai sempre diz: "dinheiro vai facil se não souber usar, e não volta mais", aprendi isso ficando sem nada. Comecei tudo outra vez.
Na faculdade pintei e bordei, briguei, amei, odeiei, engordei, emagreci, me apaixonei, desapaixonei, e no finalzinho da faculdade encontrei meu grande Amor.
Bem que um grande amigo meu falou, alias, ele e mais alguns foram meus confidentes por muito tempo, até o desenrolar dessa história, meu amigo disse que eu casaria com esse homem.
E cá estou eu, as portas do casamento e feliz da vida.
Obrigado por tudo isso.

Nenhum comentário: